Seguranca Publica
11/08/2017 - 17:36

SEGURANÇA PÚBLICA
Mato Grosso sedia encontro entre secretários de segurança pública da Amazônia Legal
O objetivo da reunião foi buscar integrar informações e compartilhamento de dados para garantir ações integradas na repressão à criminalidade
Hérica Teixeira | Assessoria/Sesp-MT

O encontro entre secretários estaduais de Segurança Pública de Mato Grosso, Acre, Amazonas, Pará, Maranhão, Rondônia, Tocantins e Amapá apontou as ações que serão incrementadas nos estados em prol do enfrentamento ao tráfico de drogas, crimes ambientais e conflitos agrários.

Dentre os pontos destacados na reunião realizada durante o “15º Fórum dos Governadores da Amazônia Legal”, está a criação de uma agência integrada de inteligência entre todos os estados que compõem a Amazônia Legal. Esta integração vai permitir o compartilhamento do banco de dados e proporcionar a realização ações integradas.

Na quinta-feira (10.08), durante a abertura do Fórum, os gestores de segurança pública dos oito estados se reuniram para debater ações e estratégias a serem adotadas para promover o avanço no enfrentamento à criminalidade nos estados.

Dentre os apontamentos dos secretários está a necessidade de participação do Governo Federal no combate ao narcotráfico, principalmente na região de fronteira, reforçando a importância do compartilhamento de informações com os órgãos estaduais de segurança pública. Destinação de recursos específicos para a prevenção primária, formalização de parcerias com os municípios visando a criação e efetivação das guardas municipais, integração de informações dos bancos de dados de inteligência das agências de segurança pública, cooperação na área de tecnologia de informação e cooperação para a formação, especialização, aperfeiçoamento e qualificação de profissionais do sistema de segurança pública.

Após encontro, os secretários formalizaram as decisões em uma carta e a mesma foi apresentada nesta sexta-feira (11.08) aos governadores dos respectivos estados, que aprovaram e destacaram a necessidade de buscar meios para efetivar as ações.

O secretário de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso, Rogers Jarbas, disse que a união de forças entre os estados promoverá avanços e o alcance de melhores resultados.

“Trouxemos alguns temas para a produção da carta de Cuiabá, dentre eles o principal foco é a questão de fronteira e o sistema de inteligência. A partir de uma análise criminal nós teremos condições de realizar ações integradas. É uma integração entre os sistemas de segurança pública e todos estados da Amazônia Legal. Estamos focados nas atividades de inteligência, no combate ao tráfico de drogas, de armas, homicídios e roubos. É um trabalho conjunto em todo estado da Amazônia Legal para melhorar a vida das pessoas que vivem nesta região”.

Representando o estado de Rondônia, o secretário de segurança pública, coronel PM Caetano Souza, destacou a importância dos estados da Amazônia no cenário nacional.

“O fórum dos governadores da Amazônia é um grande avanço em termos de segurança pública e de outras áreas, mas o principal fator é a conciliação do grande processo de integração. Os estados da Amazônia hoje representam 62% dos territórios nacional. As nossas fronteiras são difíceis e precisamos de uma ação integrada para alcançarmos melhores resultados”, enfatizou.

Foram dois dias de evento. Participaram ainda os secretários, general Jeannot Jansen (Pará), Haydée Magalhães (Roraima), o delegado Guilherme Rocha (representando Tocantins), Andrey Hollanda, procurador geral do Acre, Orlando Amaral (Amazonas). O evento foi realizado no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. Um novo encontro vai acontecer em outubro, em Rio Branco, no Acre.

A Sesp também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!